Desisto! Essa idiotice não funciona

10805817_816134931779962_3523337092787861468_n

Merda, os dias vão passando.

A tensão vai crescendo.

E crescendo.

E crescendo.

Estou sendo disciplinado, mas as coisas simplesmente não melhoram. Nos primeiros dias estava tudo bem, e parecia haver alguma esperança, mas aquilo era só placebo com certeza. Você ouve falar dos tais poderes e quando sente a melhora, acredita e aceita o desafio, o chamado pra abandonar o hábito e aquela coisa toda sobre mudar de vida.

E aí você descobre algo interessante:

NADA ACONTECE!

A ansiedade continua piorando, a energia está lá em baixo, meu pinto está morto e minha libido foi embora. Por que mesmo continuar com isso?

Pensando bem, pornografia nem é tão ruim assim. Essas putas fazem tudo por dinheiro mesmo, não tem nada errado em ver. As cadelas do Brazzers não tem nada a ver com meus problemas, nem eu com os delas.

As mulheres nem gostam de mim. Que se fodam!

Eu tenho é que parar de drama. Eu sou assim mesmo: Tímido, depressivo, ansioso, repulsivo e nunca vou ter uma gostosa daquelas na minha frente fora da tela. De qualquer forma nunca vou me recuperar disso.

Minha vida é e sempre foi uma merda, e o que os merdas fazem é tocar punheta. Faz todo o sentido que eu pare com essa bobagem.

Pro inferno com isso!

DESISTO! Essa idiotice não funciona.

Ei, aqui é o Cassiano, 18 anos. Essa é a história do meu reboot, e como ele pode inspirar vocês a continuarem e superarem os seus. Estou no dia 100 (Hard mode, antes que perguntem), embora faltem 80 dias pra cumprir minha meta numérica, porque acredito que as coisas ainda não estão 100% consumadas e talvez precise de um tempo maior, eu já posso descrever o processo, as dificuldades e os BENEFÍCIOS pra inspirar quem está passando por ele.

Mas o que foi aquilo lá em cima?

Aquilo é um resumo e uma descrição de alguns pensamentos e sentimentos negativos que tive durante os momentos difíceis do processo.

Sim, as coisas vão piorar.

Você vai se sentir pior que um pedaço de merda.

Sua ansiedade vai a níveis absurdos.

Sua energia vai lá pra baixo, e você vai se perguntar por que viver mais um dia.

Você vai sentir raiva, medo, insônia, indisposição, depressão.

Um conselho?

Continue.

CONTINUE!

Lembra de tudo que esse vício tirou de você?

As chances de transa que você perdeu, as garotas incríveis, a melhor parte da sua vida!

E você quer voltar? Quer voltar a se sentir um derrotado com porra escorrendo pelas suas mãos, se perguntando: Que merda eu acabei de fazer? Quer voltar a se envolver com porcarias que não correspondem com seus gostos sexuais, nem com sua moral, mas que você usa pra se excitar em cada sessão de masturbação? O que as pessoas que ama pensariam se te flagrassem numa das suas sessões de masturbação?

Eu era um menino ferrado. Sem amigos, cheio de problemas, eu vi nesse vício uma válvula de escape pra todos eles. Acabei abaixo do fundo do poço: Depressivo, cheio de ansiedade social, sem nenhum carisma, nenhum motivo pra viver, incapaz de amar.

Mas isso começou a mudar!

Porra, e como começou.

Lá pelos 50 dias eu tive medo. Medo de que nunca fosse me recuperar das coisas que me trouxeram a este desafio. Medo de que nunca fosse mudar. Eu tinha sentido melhoras, mas nada consistente ou que me fizesse ter o “click”.

Mas o jogo mudou, e mudou a meu favor!

Agora me sinto uma nova pessoa. A vida é pra mim, as gostosas também (mais detalhes a seguir HAHHAAH). Tenho direção, vejo as pessoas como meus semelhantes, não como objetos. Estou confiante, ao mesmo tempo que identifico aquilo que não está de acordo com quem quero me tornar e me livro sem hesitar.

As mulheres estão me olhando e lançando sinais de interesse pra mim em todo lugar, mesmo! Pela primeira vez na vida, algumas chegaram em mim (estou falando de alguém que está distante andar até você e dizer: Oi, só vim conversar com você!). Isso tem explicação?

Uma coisa incrível a sensação de ser assediado por desconhecidas sem ser o Hugh Jackman.

Elas sorriem, mordem os lábios, me tocam e mostram interesse, se empenham na conversa e eu estou alerta, lendo cada um dos sinais. Minha confiança é claro foi lá pra cima HAAHA! Papo reto: Tô adorando isso!

Posso manter conversas com mulheres com a destreza de um samurai com sua espada. Grupos de mulheres, mulheres incrivelmente lindas, me aconteceu recentemente um bom número de casos assim.
Bagulho SINISTRO!

Eu também estou mais maduro, quer dizer, não é toda mulher que me aparece que eu vou dar condição (esse seria eu quando viciado, e eu acho que a maioria dos caras). Estou dando valor a caracteristicas mais profundas que a beleza física, peitões e rabão. Não sei se é a atenção feminina ou o reboot que me deixou mais seletivo. Mas que uma coisa leva à outra, isso com certeza.

Me sinto energizado e incrivelmente focado, como se fosse capaz de fazer qualquer coisa. Era assim que eu me sentia quando era criança. Ganhei de volta minha inocência de menino.

Sim, eu cheguei a ter DE. Cheguei a um ponto em que nem pornô me excitava. Meu prazer era fraco e eu me sentia frustrado após me masturbar. Foi numa dessas que eu tomei a decisão de parar e encontrei o trabalho do Projeto.

Algumas outras mudanças que percebi e não listei lá em cima:

-Minha voz meio que oscilava de timbre. Agora ela está consistentemente grave. Ouço comentários sobre ela constantemente. Eu tinha medo de falar imaginando que minha voz sairia fina. Agora quando falo, falo com clareza e convicção.
-Eu era timido até pra falar no telefone e evitava essas situações. Isso acabou!
-Menos sono. Simplesmente acordo com 6 ou 5 horas de sono, completamente revigorado.
-Maior disciplina e força de vontade pra vencer outros desafios.
-Me sinto mais masculino. Isso é um benefício? HAHAHAAH não sei, mas é bom!
-A sensação de não ter mais nada pra esconder dos outros. Não tem preço.
-Ereções espontâneas, matinais e o fim das ejaculações noturnas que tanto me incomodaram nos dias difíceis do reboot.

Apesar das mudanças, eu sinto que ainda preciso me recuperar de algumas coisas, mas se essas fodendo mudanças começaram a vir à tona, o que mais eu posso esperar? O céu é o limite!

Não tenha medo das trevas. Elas vão se dissipar se você prosseguir. Tenha em mente que 90 não é um número mágico para a recuperação das coisas que o vício te trouxe. Leve o tempo que for necessário, seja paciente e confie na mudança.

Fonte: http://comoparar.forumeiros.com/t791p15-desisto-essa-idiotice-nao-funciona#9034