Relato: 182 dias de Reboot

Completei 182 dias sem pornografia e sem masturbação. Vou relatar o que mudou na minha vida nesse período e como consegui me manter firme até aqui. Vou separar em tópicos para ficar mais organizado e de fácil leitura.

Vida sexual

Como relatei anteriormente, o sexo com minha namorada sempre foi ótimo. Sempre tive ereções e tudo ocorria normalmente, problema que transava apenas uma vez e depois perdia a vontade. Não tinha mais ereções e ficava por isso mesmo. Sempre assistia pornografia leve para me masturbar durante a semana.

Depois do reboot, não pensaria que iria transar várias vezes com ereções incríveis com ejaculações fortes e volumosas. Claramente, quando você se masturba o seu tesão diminui e tudo isso influencia na sua vida sexual. Hoje está muito melhor e a ápice de prazer após ficar dias sem se masturbar é incrível.

Cheguei a tomar viagra algumas vezes para compensar minha falta de desejo. Fazem 5 meses que não tomo e estou muito feliz por isso. As ereções matinais voltaram e é muito satisfatório sentir isso quase sempre, pois antes era de vez em quando.

Produtividade

Percebi que minha produtividade aumentou no trabalho e estou procrastinando menos. No entanto, nos estudos melhorou um pouco, mas nada comparado o foco atingido durante o trabalho.

Talvez isso mude com o tempo, pois preciso focar no aprendizado de novas habilidades que irão agregar à minha vida profissional. Acho que a masturbação no dia a dia aliada a pornografia me deixava cansado sem energia.

Sono

Antes mesmo do reboot já pesquisava formas de melhorar minhas noites de sono, pois demorava para pegar no sono e tinha picos de insônia. Há uns 8 meses não tomo café ou bebidas à base de cafeína, isso tem ajudado um pouco.

Acredito que o reboot também ajudou nessa questão e espero que nos próximos meses isso melhore ainda mais. Irei relatar futuramente.

Autoestima

A qualidade da minha pele melhorou bastante e não sinto mais aquela sensação de sujo após a masturbação. Como relatei, essa sensação me incomodava bastante e hoje é ótimo não sentir isso.

Com certeza minha autoestima está boa e espero que continue assim. Acho que preciso melhorar meu físico indo a academia, pois faz uns dois anos que parei de frequentar por falta de tempo.

Observações gerais

Como nem tudo são flores, vou contar aqui todas as dificuldades que enfrentei durante minha jornada para tentar uma vida livre da pornografia e masturbação. Para mim não foi tão difícil ficar longe da pornografia, sendo que não consumia pornô hardcore ou muitos vídeos todos os dias.

Quando comecei o reboot, logo percebi que não tinha pornografia no meu celular e muito menos no meu computador. Eu sempre acessava um determinado pela manhã e à noite me masturbava.

Acho que não foi tão complicado me livrar da pornografia, mas sentia que em algum momento iria fracassar pelo forte desejo de me masturbar devido ao efeito caçador, que inclusive tenho até os dias de hoje. Tem sido uma luta diária.
Pode ser que eu esteja errado, mas acho que pelo fato de namorar e ter sexo todos os finais de semana, sinto que isso me ajudou de alguma forma. Porque tem dias que estou a ponto de bala, mas ao chegar no final de semana consigo descarregado toda essa energia sexual. No início da semana começa a guerra contra o efeito caçador.

Será que o sexo durante o reboot ajuda ou atrapalha? Pois ficar 90 dias sem descarregar essa energia sexual poderá levar a pessoa a desistir. Não sei, me corrijam se estiver errado.

Uma coisa que notei é que estou muito calmo e não fico mais estressado com coisas bestas, principalmente no ambiente de trabalho, onde mais me sentia a ponto de explodir. Até mesmo meus colegas de serviço ficam perguntando se estou tomando algum remédio que deixa mais relaxado. Não sei se isso tem a ver com o reboot, mas tem ajudado bastante.

Lendo vários relatos e olhando para mim mesmo, pude perceber que nunca fomos libertos e sempre estivemos acorrentados nesse vício da pmo. Não sei em percentual, mas muitos relatos mostram que tudo começou ainda na adolescência e se estendeu até a vida adulta. Isso nos mostra que todos que passam por isso nunca tiveram uma vida liberta desse vício.

Claro, vejo que todo mundo ao meu redor só pensa em compartilhar esse tipo de conteúdo. É algo até mesmo cultural, digamos assim. Inclusive tem sites que afirma que a masturbação é benéfica e que traz mais qualidade de vida.

Dicas

Se você está nessa jornada e tem sido difícil se manter em pé, vou compartilhar algumas dicas que poderão te ajudar.

– Não pense que após passar os 90 dias tudo está ok, pois a vontade de acessar um site pornô ou até mesmo se masturbar te acompanhará todos os dias. Você precisa ser mais forte e se manter firme.

– Use os bloqueadores no seu computador. No whats app, caso não queira sair de grupos ou amigos que enviam algum tipo de material +18, desabite a opção de baixar o arquivo automaticamente. Assim que receber, limpe a conversa e vida que segue. Sua curiosidade falará mais alto, mas lembre-se que você está num processo de libertação.

– Se você namora e tem uma vida sexual ativa, lembre-se que o efeito caçador será seu grande vilão. Quando você menos esperar estará com a mão no pau querendo se masturbar. É quase que automático.

– Caso ao deitar e não conseguir pegar no sono rapidamente, sugiro que você levante e só se deite sempre que sentir muito sono. Faça isso todos os dias, se você deitar na cama sem sono, logo ficará pensando em merda e terá tudo para se masturbar ou acessar pornografia.

– Se você tem problema de insônia, tente diagnosticar a causa para melhorar a qualidade do seu sono. Se livre da cafeína.

– Se você não usa um contador de dias no site, sugiro que você instale um app no seu smartphone. Acompanhe os dias e não se esqueça do seus objeto. Cada dia é uma vitória.

– Boa sorte e não desista. Você é um vencedor.

Agradeço ao fórum e as mensagens de apoio que recebi até aqui. Que meu relato sirva de inspiração, assim como outros me inspiram a continuar nessa jornada.

Minha jornada: http://www.comoparar.com/t4300-a-jornada-de-andy-dufresne

Obrigado!

Andy Dufresne

  • Daniel Vieira

    Seria bacana exclusivamente se tivesse um grupo no whats ou Facebook pra ajudar mas pessoas.