Superando o fantasma da pornografia

Ah, meus caros. Com que prazer escrevo aqui!

Hoje completo meu nonagésimo quarto dia livre da P.

Ontem consegui completar meu objetivo, chegar ao meio, do caminho que optei trilhar três meses atrás. Queria sobretudo superar a Disfunção Erétil, e finalmente transar. Ontem tudo deu certo e só tenho a agradecer a todos.

Como meu relato está na seção adolescentes e poucos acessam essa área do fórum, vou expor aqui algumas mudanças sentidas no decorrer do processo e, principalmente, o final feliz do meio da minha história. Me refiro a meio pois os 90 dias, que encarei como uma marca qualquer num processo eterno enquanto durar a vida, não são um limite absoluto, de maneira alguma. Estava preparado para superar a DE aos 120, 150, quiçá 200 dias. Mas tinha pra mim que iria superá-la.

Não namoro mas fico há bastante tempo com uma amiga. Ok, 2 anos quase, podem me julgar. Tive, então, uma grande companheira no processo que, mesmo sem saber exatamente o que se passava, por referenciei uma vez, e rapidamente a DE, entendeu, não fez cobranças muito excessivas, encaramos tudo com uma ótica bastante divertida e ontem ROLOU.

Mudanças notadas

Sempre que tinha de apresentar algum trabalho na faculdade eu travava. Até mesmo pra fazer perguntas ou colocações em rodas de colegas eu sentia um nervosismo latente, tremia, suava frio e mudava o tom de voz. Na primeira apresentação que fiz depois do reinício fiquei impressionadíssimo com meu desempenho. Jamais atribuiria o nervosismo e a dificuldade na oratória ao vício em PMO. E era a causa disso tudo! Ainda sinto algum nervosismo agora, mas nada comparado a antes. A ansiedade antes das apresentações diminui em grande nível e me sinto mais confiante e preparado.

Meu desempenho na faculdade sempre apresentou altos e baixos e não notei qualquer mudança quanto a isto após o reboot.

Muitos aqui citam a diminuição da procrastinação como um aspecto notado. Não senti qualquer mudança em relação a isto, continuo sendo um vagabundo na maior parte das matérias que não me interessam.

Nos primeiros dias do reboot me senti outra pessoa. Fui simpático com todo mundo, senti uma energia SENSACIONAL, mas passou. Dormi muitíssimo bem alguns dias, mas logo tudo voltou ao que era antes, ou na verdade o mesmo de antes melhorado, afinal é fácil notar que sessões de masturbação cansam qualquer um.

Uma mudança bastante significativa. Lá pelos 7 anos eu era uma vareta. Extremamente magro. Lá pelos 12 era muito, mas muito gordo. Bem acima do peso. Aos 18 consegui atingir um peso bem razoável, não era uma vareta mas também ficava longe de ser a bolinha de antes  (hahaha). Depois de iniciado a reinicialização ganhei muito peso, algo que não vi em qualquer relato exposto aqui.

Fiquei em dúvida, também, em certo momento, se o meu vício era ligado à pornografia ou à masturbação. Muitos dos que recaem burlam bloqueadores, etc. Não utilizei os bloqueadores que vocês noticiam, o máximo que fiz foi instalar um bloqueador que na verdade era uma extensão do chrome. Ou seja, se quisesse era só abrir o Edge ou o Firefox e partir pra várias abas de pornografia. Não tive vontade nenhuma de fazer isto. Talvez seja uma espécie de programação mental, um compromisso forte assumido comigo mesmo, não sei. Mas achei sensacional.

Minha flatline foi duradoura. Passei pelo menos uns 20 a 25 dias sem notícia do sujeito da flatline. Tive boas ereções antes disso e depois, mas igual uma de antes nunca tive, foi excepcional (hahah). Isso desanima bastante, mesmo. Talvez isso tenha me levado a algumas masturbações, julgo que o fiz no máximo 5 vezes no decorrer do processo, cheguei a acreditar que isso iria afetar alguma coisa, mas jamais recomecei a contagem principalmente por confiar na mudança e na superação. E deu certo.

Diferenças do que usualmente se relata

Não parti para gêneros mais pesados do pornô.
Não desenvolvi HOCD.
Não tive problemas se socialização como normalmente se afirma.
Não atribuo notas baixas ao vício, visto que continuo meio procrastinador como antes, só que sem as sessões.

O REBOOT VALE A PENA

Meu objetivo principal foi alcançado. Só tenho a agradecer ao Projeto que tanto mudou a minha vida e a de muitos outros. Cheguei a um limite, queria muito superar a disfunção erétil e por algum motivo atribuí isto à masturbação. Consegui chegar ao fórum e, principalmente, consegui superar aquilo que tanto me afetava.
Meu caro, você e todos os que escrevem nesse fórum, em especial os poucos que acompanharam minha mal documentada jornada, MUDARAM A MINHA VIDA.

Por essas e por todos os ensinamentos que tive aqui, agradeço imensamente a cada um de vocês, e informo ainda que continuarei participando ativamente do fórum, me importando, olhando para cada um aqui.

Para tornar isso ainda mais concreto, se alguém tiver alguma dúvida, precisar de motivação, qualquer coisa do gênero, me disponho a ajudar, até mesmo via whatsapp. Só mandar uma MP com seu número que terei muito prazer em ajudá-lo(a).

Um fraterno abraço a todos, e nos vemos na vitória, dessa vez a de cada um de vocês.

Com certeza o êxtase do momento me fez esquecer de colocar muita coisa no relato, que posso complementar depois.

O link do meu (não) diário é este: http://comoparar.forumeiros.com/t1668-rebootario-fantasma-19-anos-de

Fonte: http://comoparar.forumeiros.com/t1994-a-superacao-da-de-e-o-alcancar-de-um-objetivo