Sim, é possível se libertar

Sou novo no fórum, e é a primeira vez que posto aqui, embora não tenha usado o fórum como ferramenta de apoio decidi me cadastrar para contar minha história e quem sabe poder inspirar outras pessoas que estão na mesma luta.

Hoje tenho 28 anos e me lembro que quando era criança era uma criança que aprontava muito, fazia muita arte era muito agitado embora fosse um pouco retraído também na escola durante aquela época, chegou a adolescência e aos 12 ou 13 anos não lembro ao certo descobri a masturbação e naturalmente ao mesmo tempo passei a me interessar cada vez mais por pornografia, minha adolescência toda foi só dedicada ao vício da pornografia apesar que fui sempre um bom estudante, mas minha vida social era um lixo, chegou a idade adulta, entrei no ensino médio, depois na faculdade achei que talvez algo fosse mudar, ledo engano.

Nesse período desde os 13 anos me tornei um cara muito solitário e nunca consegui fazer muita amizade ou tentar contato com mulheres, durante a faculdade até conseguia falar com algumas garotas, fazia algumas amizade bastante discretas, era aquele tipo de amizade que chamamos de “colega”, e não passava disso, e minha vida foi assim, até bem dizer Abril de 2015, embora desde os 22 anos eu sabia que tinha que mudar algo, e durante esse tempo milhares de tentativas foram feitas para parar com o problema da “masturbação”, meu problema era grave, muito sério tanto é que durante a faculdade nunca, mas nunca mesmo sai com nenhuma garota, nunca sai com amigos para qualquer tipo de festa, eu me sentia um covarde e talvez isso fosse a razão mas o problema era mais profundo, na verdade era a masturbação e o vício da pornografia, resumo, desde os 13 anos até os 27 anos minha vida social foi um lixo, foram anos passados em branco, considero que foi como se eu tivesse passado por um mundo de fantasia como um viciado em drogas e ficasse lá por todo esse tempo sem viver a realidade.

Apesar disso muitas tentativas foram feitas de forma individual a partir dos 21/22 anos foram feitas para acabar com a masturbação, TODAS SEM RESULTADO, nunca pedi ajuda a ninguém pois pra mim sempre considerei algo muito vergonhoso esse meu problema e isso pode ter agravado de certa forma o problema, a cada tentativa eu me sentia cada vez mais fraco, durante esses 13/14 anos o máximo que havia conseguido ficar sem se masturbar foram uns 3 meses e isso já tinha um baita tempo, durante um tempo inclusive comecei a sair com acompanhantes, mesmo sendo um viciado em pornografia e masturbação não me causava problema com falta de ereção, de vontade, libido etc de certa forma isso me deixava um pouco menos frustrado, muita gente devido a minha falta de atitude perante os locais onde frequentava e devido a minha falta de atitude perante mulheres até cogitam que eu era gay e talvez alguns façam até hoje, mas nunca tive o menor interesse nem curiosidade por esse tipo de orientação sexual mesmo ciente do que essas pessoas pensavam a meu respeito e achavam não de forma direta, mas eu notava que pensavam de forma indireta.

O MOMENTO DA VIRADA

Em Abril desse ano decidi que iria parar de me masturbar de uma vez por todas após ler um texto na internet que era mais ou menos assim: Masturbação o prazer maldito, depois fui pesquisando mais e mais afundo sobre o assunto até que encontrei o e-book no site vício em pornografia como parar, e foi a partir dai que as coisas começaram a fazer sentido na minha mente e eu enfim comecei a entender como funcionava toda a raíz do problema que fui capaz de conseguir botar fim na raiz do problema de uma vez por todas, depois de entender como funciona o sistema de recompensa do cérebro, de entender porque não se deve usar a masturbação para esquecer um problema é que consegui extirpar o vicio da minha vida.

Hhoje estou a 7 meses sem me masturbar aproximadamente e notei uma grande mudança na minha vida, os 13/14 anos de página em branco na minha vida comparado a esses últimos 7 meses, fiz coisas nesses 7 meses como conhecer novas mulheres, sair com elas, coisas que nunca havia feito durante esses 13 anos perdidos desde os 12/13 anos de idade, me tornei um cara com muito mais atitude, que não tem medo de fazer o que deve ser feito quando tem interesse por determinada mulher, enfim, um homem livre, livre desse maldito vício que é a masturbação e a pornografia, hoje tenho orgulho de mim e sei que nunca mais quero voltar a ser aquele cara derrotado e controlado por esse terrível vício que é a masturbação e a pornografia.

Voltar ao Topo